Brasília – Em discurso na convenção nacional do PMDB, o vice-presidente da República, Michel Temer, pediu a união do partido e evitou críticas ou acenos de apoio ao governo. “Não é hora de dividir os brasileiros, de acirrar ânimos, de levantar muros”, disse o peemedebista neste sábado, 12, em meio a apelos, no evento, para que o partido desembarque do governo Dilma Rousseff.

“A hora é de construir pontes e é o que o PMDB está e estará fazendo. Sairemos daqui hoje todos nós unidos em torno de um sentimento nobre, de um ideal, em nome dos brasileiros, para resgatar os valores da nossa República e reencontrar a via do crescimento econômico e do desenvolvimento social”, disse o presidente da sigla, tratado na convenção, que ocorre em Brasília, como futuro presidente da República.

No discurso, Temer falou que o País enfrenta uma “gravíssima crise política e econômica”. “Não podemos nos abater nem perder a confiança no futuro”, disse Temer.

About the Author

Deixe seu comentário para essa notícia

portalsisal