Através de uma ação movida pela Defensoria Pública da Bahia, um paciente de Serrinha, na região sisaleira, conseguiu ser transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Salvador, por correr risco de morte.

A Defensoria tentou conseguir a transferência do paciente de forma extrajudicial, com expedição de ofícios para as autoridades de Saúde, mas não obteve respostas. Os laudos médicos apontavam que Arlindo de Almeida, internado no Hospital Municipal de Serrinha, sofria de diabete, hipertensão, anemia com plaquetopenia, além de insuficiência renal e cardíaca.

A ação foi impetrada na última segunda-feira (22) pelo defensor público Lucas Melo. Entretanto, o quadro do paciente se agravou na última quinta-feira (25). No mesmo dia, a Justiça deferiu o pedido, obrigando o Município e o Estado a garantirem a transferência, sob pena de multa diária de mil reais.

A defensora pública Andreza Pereira afirma que, de forma geral, a prefeitura de Serrinha costuma atender aos pedidos da Defensoria, a partir do diálogo, sem necessidade de ações judiciais, mas ressalta que, nos casos de UTI e cirurgia, as ações são necessárias quando não há vagas.

Portal CLS

Fonte: Calila Notícias

About the Author

Deixe seu comentário para essa notícia

portalsisal