Queimadas: Após sofrer pressão popular, prefeito Tarcísio recua e pede para tirar projeto de venda do Mercado Municipal da pauta

Foi retirado da pauta da sessão ordinária desta quarta-feira (10) da Câmara de Vereadores de Queimadas o projeto de lei do Poder Executivo que pretende colocar a venda o prédio do Mercado Municipal da cidade. A votação, que gerou bastante polêmica nos últimos dias, foi adiada a pedido do próprio autor da proposta, prefeito Tarcísio Pedreira (PR), que recuou de sua decisão [pelo menos por enquanto] após sofrer pressão popular.

Segundo o vereador Renato Borges (PRP), o ‘Renatinho do Será’, que faz parte da base aliada do prefeito, Tarcísio não abre mão de realizar o leilão do imóvel, mas pretende ouvir a opinião pública. Vale ressaltar que grande parte da população tem se demonstrado contrária à proposta ‘impopular’ do gestor, por se tratar de uma medida nada convencional. Vários queimadenses ouvidos pela nossa reportagem, nos últimos dias, dizem que preferem que o imóvel, fechado pelo prefeito Tarcísio desde o início de sua gestão, seja reformado e continue pertencendo ao Município.

O Mercado Municipal de Queimadas foi construído e inaugurado no ano de 1974, na gestão do ex-prefeito Ranuzio de Araujo Batista. A última grande reforma realizada no local foi em 1990, na gestão do ex-prefeito João Ferreira da Cruz, o Jonga.

Informações Notícias de Santaluz | Cidicleiton Souza (Zé Bim)

About the Author

Deixe seu comentário para essa notícia

admin