Odebrecht fez série de doações para presídios do Paraná durante prisão de Marcelo

empreiteira baiana Odebrecht realizou uma série de doações para presídios do estado do Paraná ao longo dos quase três anos em que Marcelo Odebrecht, ex-presidente da companhia, ficou preso. De acordo com a colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, a primeira ação da companhia destinou 700 cobertores para todos os detentos do Complexo Médico de Pinhais, onde Marcelo ficou por um tempo com o ex-ministro José Dirceu.

As doações foram feitas para o Conselho da Comunidade de Curitiba, uma organização que trabalha com 11 presídios da região metropolitana da capital paranaense. Além disso, a empreiteira fez também doações em dinheiro no valor de R$ 5 mil  cada uma.

Fora cobertores e dinheiro, também houve a compra de nove geladeiras para o complexo de Pinhais, onde estavam presos da Lava Jato. Algumas foram para a ala das mulheres e para o hospital. Uma delas, diz a colunista, foi instalada na sala dos agentes penitenciários do presídio.

Marcelo Odebrecht se encontra atualmente na carceragem da Polícia Federal em Curitiba e deixará o local no próximo dia 19, quando passará a cumprir prisão domiciliar.
Fonte: Bocão News

About the Author

Deixe seu comentário para essa notícia

portalsisal