Duplicação de duas rodovias federais que cortam a Bahia vão custar quase R$ 2 bilhões

Na manhã desta sexta-feira (22), o governador Jaques Wagner anunciou em Feira de Santana, cidade localizada a 110km de Salvador, a duplicação das rodovias federais BR-116 e BR- 101, ambas cortam a Bahia. Dos sete lotes anunciados, quatro terão abertura das obras no mês de setembro, conforme disse o governador em entrevista coletiva.

A assinatura da ordem de serviço das obras foi feita com a presença de autoridades, como o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, prefeitos de cidades do interior do Estado, o senador Walter Pinheiro e o superintendente do  regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no estado da Bahia (DNIT – BA), Amauri de Lima.

Durante a entrevista, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Lima destacou a importância do investimento para a Bahia e para o Nordeste, já que além da Bahia, as rodovias cortam estados como Pernambuco e o Rio Grande do Norte. “Essas obras serão uma conquista para o nordeste brasileiro. A Bahia com todas essas obras que vem sendo executadas, se torna um dos estado com maior destaque. É uma parceria importante do governo federal com o governo do estado”, enfatizou.

Ainda segundo o ministro, a previsão é que ainda em 2014, hajam obras de pavimentação do oeste baiano, além da duplicação da rodovia que liga Ilhéus a Itabuna, no sul do estado.  Sobre a possível privatização das estradas, o parlamentar refutou a possibilidade no momento. “Não estamos falando de privatização nesse momento. Nós estamos com uma boa condição operacional”, encerrou. As obras devem ser concluídas em dois anos.

Investimento

O projeto de duplicação da BR-116 vai compreender 417 quilômetros e parte da cidade de Feira de Santana, passando por Serrinha, até a o município de Teofilândia. Já a BR-101 vai ter 165 quilômetros duplicados, desde Feira de Santana até a fronteira com o estado de Sergipe.

O investimento para as obras da BR-101  são de R$ 834 milhões  e R$ 297 milhões para a BR-116. Segundo o governador Jaques Wagner, as verbas são oriundas do do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2).

RTEmagicC_Duplicacao_norte_Bahia_txdam222181_758425.jpg[1]

Segundo o governo, a estimativa é que cerca de dez mil veículos trafeguem pela BR-116, diariamente. Já na rodovia federal 101, trafegam mais de 12 mil veículos, por dia. O projeto de engenharia para implantação, duplicação, restauração no trecho entre a BR-324, em Feira de Santana, até a divisa com Sergipe foi elaborado pelo DNIT e as obras foram dividas em quatro lotes.

Informações e Fotos: IBahia.com

About the Author

Deixe seu comentário para essa notícia

admin