Bovespa sobe mais de 4% e tem maior alta diária desde novembro

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em forte alta o primeiro pregão de novembro, com investidores realizando ajustes após o feriado e comemorando notícias corporativas positivas, o que se somou à maior disposição de estrangeiros para tomar ativos de risco, destacou a Reuters.

O Ibovespa, principal índice de ações da bolsa, avançou 4,76%, aos 48.053 pontos – maior alta diária desde 21 de novembro de 2014, quando subiu 5,02%. Veja a cotação.

O dólar, por sua vez, fechou em queda de 2,39%, a R$ 3,7705 na venda.

O pregão desta terça-feira foi marcado  pela disparada das ações da Hypermarcas, CSN ePetrobras.

O giro financeiro do pregão foi expressivo, somando R$ 8,9 bilhões, ante média de R$ 6,85 bilhões em 2015.

Hypermarcas
A ação da Hypermarcas liderou as altas do dia, com valorização de 21%, após acordo para vender a divisão de cosméticos para a Coty, em negócio avaliado em R$ 3,8 bilhões.

A companhia farmacêutica e de bens de consumo Hypermarcas informou que vai se concentrar em ganhos de rentabilidade, após a venda de sua divisão de cosméticos e não tem o objetivo de fazer novas aquisições no curto prazo.

As ações da siderúrgica CSN avançaram 16%, após queda de 11,8% na semana passada.

Petrobras dispara
Petrobras também fechou em forte alta, em meio à alta dos preços do petróleo, apesar de notícias sobre impacto na produção por conta da paralisação de trabalhadores da estatal. As ações ordinárias (com direito a voto) avançavam mais de 11% perto do fechamento; já as preferenciais (com prioridade na distribuição de dividendos) subiram mais de 9,99%.

bov

Outro destaque de alta foi a BM&FBovespa, com valorização de 8,77%, após informar que negocia a fusão das operações com a Cetip.

“Num ambiente de crise e instabilidade, é muito esperado que empresas comecem a fazer fusões. Quando isso acontece, ficam sinais de um mercado que busca alternativas para sobreviver”, disse o analista Raphael Figueredo, da Clear Corretora.

As ações da Vale subiram mais de 3%. Itaú Unibanco, por sua vez, registrou alta de mais de 6%, após o banco ter infomado lucro de R$ 5,945 bilhões no terceiro trimestre.

Na outra ponta, BRF e JBS lideraram as baixas, com queda de mais de 2%.

Alpargatas, que está fora do Ibovespa, subiu 4,24%, após anunciar acordo de venda das marcas de calçados esportivos Rainha e Topper no Brasil a um grupo de investidores liderados pelo empresário Carlos Wizard por R$ 48,7 milhões.

Bovespa ainda acumula perdas no ano
Apesar da forte alta desta terça, a bolsa brasileira ainda acumula perda de 3,91% no ano.

Em outubro, o Ibovespa registrou alta de 1,79%.

Além da alta na véspera, os principais índices de Wall Street estendiam ganhos nesta terça-feira. Operadores e analistas relataram maior propensão do estrangeiro ao risco, em busca de pechinchas na bolsa brasileira.

Fonte: G1

About the Author

Deixe seu comentário para essa notícia

portalsisal