Uma cena lamentável foi desenhada na tarde dessa sexta-feira, dia 11/03. Segundo testemunhas, o radialista José Socorro da Silva, da rádio comunitária Cultura FM, foi agredido no meio da rua por um dos líderes do grupo da ex-prefeita Nenca. Segundo informações compartilhadas no aplicativo Whatsapp, o agressor foi identificado por “André Mirez”, com idade de aproximadamente 35 anos.

Antes da agressão o radialista havia criticado o Partido Progressista (PP), pelo fato de ser um dos partidos mais investigados na Operação Lava-Jato, o que teria provocado a fúria do agressor. Durante o programa, o radialista ainda afirmava que estava sendo ofendido através de mensagens por esse cidadão e chamou atenção da polícia para o caso. Pelas informações, a agressão ocorreu quando o radialista deixou o estúdio da Rádio Comunitária.

Pelas informações, José Socorro foi socorrido para a emergência do hospital, onde foram identificadas escoriações e sangramento, além de fortes dores na coluna. Após ser atendido, o José Socorro foi para sua residência.

Segundo o Estatuto do Idoso, agredir idoso pode resultar em detenção de 03 meses a 08 anos de reclusão (art. 129, CP).

 

AqLcyiv-PUvkczvSweU55h8YBUk_dAjIIBKtbwanKB1Q

As9K55ZzQc9n-9E5f2tY9HCJ1zDjmXLAGEbP0GHbhR8U

ArFmyU0aHkQ1KYw83qZadj0lHLxHNYW0iSFs5KbltCiq (1)

 

 

About the Author

Deixe seu comentário para essa notícia

portalsisal